Tels: (21) 99362-4615 | (21) 2558-3985 contato@academiaeft.com.br
Prosperidade Verdadeira

Prosperidade Verdadeira

A prosperidade tem menos a ver com o dinheiro do que pensamos. Então, o que é a prosperidade?

Nas palavras de Shakti Gawain, “a verdadeira prosperidade é a experiência de ter muito do que necessitamos e queremos da vida”. Se pensamos que o dinheiro tem o poder de nos trazer a prosperidade, transferimos para ele nosso poder pessoal e assim, nos sentimos controlados por ele. Precisamos manter nosso sentido de poder interior. Na busca pelo dinheiro, perdemos de vista o que realmente queremos – aquilo que esperamos que o dinheiro possa comprar para nós.

Se prosperidade é a experiência de ter em abundância o que realmente necessitados e queremos, então para pode experimentá-la, devemos fazer três coisas:

– Descobrir o que realmente queremos e precisamos;
– Desenvolver a habilidade de atrair essas coisas para a nossa vida; e
– Reconhecer, valorizar e usufruir tudo o que já temos.

Do que você precisa em cada um desses níveis: espiritual, mental, emocional e físico? O que você já conquistou? Quantos desejos já se realizaram?.

A verdadeira prosperidade não significa necessariamente ter mais. Muitos de nós temos em demasia e mesmo assim sentimos que falta alguma coisa. Quando temos coisas em demasia, das quais não precisamos nem queremos, nossa vida torna-se excessivamente complicada.

O que determina o grau de prosperidade de alguém é a sua felicidade permanente e crescente; note bem, não apenas permanente, mas crescente. Não existem felicidades instáveis ou passageiras, geralmente usamos este termo para definir prazeres transitórios; e a necessidade destes são sintomas inconfundíveis de falsa Prosperidade.

prosperidade2Existe uma atitude muito simples para cultivar a prosperidade verdadeira: a cada dia, ao levantar, devemos pensar – “Nossa, como é bom estar aqui e poder realizar algo em prol da vida”. É como se olhássemos para a vida e soubéssemos que, se deixamos de existir, estamos fazendo falta para alguém. Não de forma egoísta, como cuidar de um filho que é sua cria e responsabilidade pensando: “Eu não posso morrer porque meu filho sentirá muito a minha falta”; não é isso. O que eu quero dizer é o seguinte: é aquela pessoa que faz algo em prol da vida, algo positivo pela sociedade e pelo mundo em que vivemos, independentemente de ser um ente querido, familiar, mas sim no contexto geral.

É um empresário que direciona o seu trabalho, não para ganhar dinheiro, mas para gerar empregos e salários justos. Empregos que irão gerar renda. Renda que possibilitará a existência de famílias, de pessoas que poderão se alimentar, que poderão morar, estudar e terão meios para evoluir em virtude daquela pessoa ter sido um instrumento útil…

É cobrar valores justos perante a realidade em que vivemos, porque de que adianta enriquecer as custas do suor daqueles que não podem pagar tanto? Estamos agindo de forma egoísta da mesma maneira, o intuito aí não é contribuir mas enriquecer com base em nossa própria autoconsideração…

É pegar um ônibus ou mesmo caminhar, porque nosso sofrido planeta já não aguenta mais a poluição e os maus tratos a que nosso modo louco de viver o estão submetendo…

É diminuir o consumo desenfreado, porque a sociedade baseada no consumo do petróleo é a principal responsável pelo desequilíbrio ambiental. Para se ter uma idéia, a fabricação de um automóvel consome aproximadamente 3 barris de “ouro negro” – a fonte das guerras modernas do século 21…E muito mais.

Vamos a EFT?

Embora existam dias em que eu preferia ficar na cama porque não faço diferença nenhuma, eu me amo e aceito esta imperfeição em meus pensamentos;

Mesmo que eu ache que nada do que eu faça faz a diferença na vida das pessoas, eu escolho mudar esta percepção e valorizar cada vez mais minha estada neste mundo;

Mesmo que eu acredite que preciso enriquecer rapidamente pra solucionar meus problemas, eu escolho aceirar minha realidade como ela é e me sentir em paz comigo mesmo.

Coaching Holístico

Coaching Holístico

O que é Coaching?

Há diversas teorias sobre a origem do termo “coach” no contexto do desenvolvimento de pessoas, mas, em algum lugar da história, ele compartilha um ancestral comum com o verbo em inglês “coax”, que significa PERSUADIR.

O profissional de coaching atua como um ESTIMULADOR externo que desperta o potencial interno de outras pessoas, usando uma combinação de flexibilidade, insight, perseverança, estratégias, ferramentas pautadas em uma metodologia de eficácia comprovada.

O Coach (Profissional) acompanha seu Coachee (Cliente), demonstrando interesse genuíno (às vezes chamado de carisma) para APOIAR os seus clientes de Coaching (Coachees) a acessar seus recursos internos e externos e, com isso, melhorar seu desempenho.

Além dessa definição, há outras interpretações sobre a função, o comportamento e as características de um coach. Dependendo das circunstâncias, é possível que o coach precise adotar estilos muito diferentes a fim de atender às necessidades de seus coachees.

Entre os fatores que podem influenciar na abordagem de coaching estão a complexidade da meta, os riscos de erro na realização da tarefa, o nível inicial de disponibilidade para o coaching por partes dos integrantes da equipe, sua autoconfiança e capacitação para a tarefa e o nível de maturidade para a aprendizagem demonstrado pelo coachee (até que ponto ele se mostra capaz de cogerenciar o processo de coaching).

OS DIFERENTES TIPOS DE COACHING

coachingExecutivo

Visa a capacitar executivos na sua performance e excelência pessoal e nos negócios. Assiste o executivo na identificação de metas, valores, missão e propósito da empresa no mercado. Também trabalha a clareza da sua missão pessoal e empresarial, o profissional de coaching executivo objetiva o equilíbrio dos propósitos da empresa, de suas necessidades humanas e dos diferentes papeis vividos na empresa, na família e na sociedade.

Pessoal ou coaching de vida (life coaching)

Objetiva a capacitação das pessoas na sua auto-realização, pelo alcance de suas metas, alinhando-as para uma vida equilibrada com seus valores, missão e propósito de vida. A meta a ser trabalhada pode estar em qualquer área da vida da pessoa, como saúde, relacionamentos, espiritualidade, finanças, carreira, administração do tempo, família, etc. O coach vai apoiar o coachee (cliente) na definição da meta, na estratégia para alcançar os resultados almejados e também na superação dos desafios que aparecerem ao longo do caminho. Durante o processo de coaching , o foco é no presente e no futuro, e o coach trabalhará para manter o coachee em ação para que, ao final, ele realize o que se propôs. O life coaching é um dos desdobramentos essenciais e a teoria das inteligências múltiplas e a programação neurolinguística servem como ferramentas de autoavaliação e, consequentemente, de autoconhecimento, estando intrinsecamente ligadas à comunicação. Atualmente existem vários nichos de coaching pessoal, entre eles: coaching de Casamento (ou de noivas), coaching para Emagrecimento, coaching, coaching Financeiro, e afins. A metodologia utilizada pelo coach integral sistêmico, e a mais indicada para alcançar melhores resultados nestas áreas. Um exemplo de coach pessoal é uma treinadora de Bauru que está desenvolvendo um novo método de coach. Ela atende em escritório particular com direito a chocolates e cadeira de massagens.

De performance

O coaching de performance – ou coaching do desempenho – tem o objetivo de destravar as habilidades naturais dos profissionais. É um processo em que uma pessoa ajuda a outra a desempenhar, a aprender e a atingir objetivos e metas pelo autoconhecimento e conscientização sobre a própria responsabilidade no crescimento profissional. O mesmo atinge seus objetivos ao identificar os bloqueios internos e ao removê-los para a obtenção de resultados. É descobrir a perspectiva e as necessidades da equipe pelo questionamento profundo em que eles identifiquem e removam obstáculos de desempenho.

O coaching de performance é a atitude mais importante do gestor para aumentar a produtividade e atingir metas, pois é implementar a estratégia: missão, visão, valores, metas, produtos e pessoas. Além disto, ele é uma metodologia com resultados tangíveis e mensuráveis, e normalmente implementado em equipes de vendas e serviços. O retorno sobre o investimento (ROI) de um projeto desses reflete no desempenho no curto prazo, normalmente em 3 a 6 meses.

Mas e o Coaching Holístico? O que é?

O Coaching Holístico utiliza o Tripé Estratégico, três passos para o sucesso: Equilíbrio Emocional, Comunicação Eficiente & Gestão de Relacionamentos. Ele alia ao Coaching uma visão ampla de forma a se fortalecer o eixo pessoal.

equilibrioEquilíbrio Emocional – assumir o controle de nossas vidas significa, antes de tudo, adquirir equilíbrio. A partir desse equilíbrio pessoal, emocional, podemos remodelar nossas vidas, desenvolver habilidades, lapidar o que somos e o que desejamos. É nele que consolidamos, corpo, mente e espírito. O mundo ao nosso redor simplesmente amplia e retorna, mais e mais do que emitimos. O que você emite?

No Coaching Holístico o trabalho sobre o Equilíbrio pessoal e emocional é pontual, proporcionando bem estar, segurança, autoestima e autoconfiança.  O caminho para o sucesso é construído de dentro para fora expandindo esse equilíbrio e harmonia a todas áreas de nossas vidas.

O Coaching Holístico ajuda a desenvolver sua autoestima e o objetivo que deseja para sua vida.

Comunicação eficiente: é construída a partir do equilíbrio emocional. Toda comunicação tem origem na intenção. Antes mesmo da comunicação ter início é preciso foco, segurança e mentalização objetiva. Com treinamento adequado tornamo-nos co-criadores de nosso universo.

No Coaching Holístico são desenvolvidas habilidades para a superação de crenças limitantes, bloqueios, focalização de metas, construção mental do caminho, etc. Tudo que nos representa contribui para a construção de uma percepção sobre nós, portanto tudo é comunicação.

O Coaching Holístico volta seu olhar para dentro, para o eixo, e tudo ao redor é conduzido a partir dele. Uma única atenção gerando um universo complexo e simples.

Gestão de Relacionamentos: Tudo com o que nos relacionamos é impregnado por nossa essência. Relacionamentos são a porta do desenvolvimento pessoal e da estrutura social. Requerem comunicação eficiente, maturidade e flexibilidade. Relacionar é sofrer atritos, é lapidação, aprendizado e transformação. Bons relacionamentos se desenvolvem com equilíbrio e flexibilidade, são construídos com boa comunicação gerando times imbatíveis multi-conectados de forma profunda, intensa e apaixonante.

Crises são externas, não internas. Um time conectado e comprometido não se abala, se fortalece transformando crises em oportunidades. Com a liderança adequada um time alinhado realiza o “impossível” diariamente. Desenvolva habilidades, gestão de relacionamentos e liderança.

Ainda tem dúvidas? Leia este artigo: http://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2013/12/17/saiba-o-que-e-coaching-e-o-que-ele-pode-fazer-por-sua-carreira.htm